O Canal de notícias da Webmotors

Últimas Notícia

PSA anuncia investimento e novos modelos

Com US$ 500 milhões, grupo quer lançar 12 veículos e ganhar mercado até 2010
  1. Home
  2. Bolso
  3. PSA anuncia investimento e novos modelos
Luís Figueiredo
Compartilhar
  •  icon
  •  icon
  • bookmark icon

- Sem dar muitos detalhes sobre as informações que apresentou, o diretor Geral Mercosul do grupo PSA-Peugeot Citroën, Vincent Rambaud, anunciou em coletiva no Rio de Janeiro, RJ a estratégia da empresa para Brasil e Argentina até 2010. O objetivo é ganhar mercado na região, dobrando os atuais 7,3% de participação.

Com investimento de US$ 500 milhões aproximadamente R$ 1 bilhão para a região, serão produzidos 12 novos modelos – divididos entre as duas marcas e nos dois países. Rambaud, no entanto, não especificou quais seriam os modelos, tampouco onde serão fabricados – se em Porto Real RJ ou em Palomar, próxima a Buenos Aires.

Mas o executivo deu uma pista: a divisão permanecerá como é hoje. Na Argentina são fabricados modelos mais sofisticados: Peugeot 307, 307 Sedan, 206 e Partner; Citroën C4 Pallas e Berlingo – o C4 hatch também virá de lá. No Brasil são produzidos modelos menores: Peugeot 206 e 206 SW; Citroën C3 e Picasso, a exceção à regra. Outra escorregadela foi dar como exemplos de modelos a ser produzidos uma picape e um compacto sedã o 206 tem essa versão, fabricada no Irã.

Foi anunciado o início do terceiro turno para ambas as fábricas Porto Real e Palomar. Com isso a produção de veículos se elevará substancialmente e chegará, pelas estimativas da empresa, a mais de 300 mil unidades em 2010. A capacidade de produção atual é de 220 mil unidades/ano. Na Argentina foram contratados 1.000 novos funcionários e no Brasil, 700. Hoje, segundo Rambaud, pela diferencia cambial “a Argentina é boa para produzir carros e o Brasil, para vender”.

Também importante foi o anúncio de que, a exemplo da rival Renault, os produtos PSA serão desenvolvidos localmente, “de acordo com a preferência dos países, e não seguindo o padrão europeu”. É uma grande notícia. Para isso, além da implementação de centros de desenvolvimento, serão ampliadas as “sinergias com fornecedores, de forma a reduzir os custos atuais, uma barreira à produção. Vamos agir localmente, e não de longe, de um escritório na França”, afirmou o diretor da PSA. Até os nomes dos veículos Peugeot poderão ser alterados para tornar-se mais palatáveis aos consumidores – brasileiros, principalmente. Seria uma iniciativa inédita para a fábrica. “Só os imbecis não mudam”, filosofou Rambaud.

Vincent Rambaud descartou de forma sutil a produção de veículos de baixo custo, tidos como a panacéia da indústria automobilística. “Nossa principal característica é a capacidade de fazer sonhar, de despertar o desejo nos consumidores. Isso é impossível de se fazer com carros de baixo custo, sempre despojados. Mas em nosso plano de investimento trabalharemos para melhorar preços e tornar nossa linha mais acessível”, garantiu o executivo.

Leia também:

Entrevista com Carlos Ghosn, presidente mundial da Renault-Nissan

Compacto Renault Sandero chega em dezembro

De Camaçari, o “B” para quase todo mundo

SEGREDO! Leitor flagra o novo Toyota Corolla


________________________________


________________________________
E-mail:

Envie essa matéria para uma amigoa

Comentários
www.eurobud.com.ua

www.mazda.niko.ua

там novosti-n.org