O Canal de notícias da Webmotors

Últimas Notícia

Honda muda visual e põe eletrônica no Forza 300

Scooter da marca japonesa perde peso, ganha roda maior e controle de tração para brigar com o Yamaha X-Max 300

  1. Home
  2. Motos
  3. Honda muda visual e põe eletrônica no Forza 300
Agência Infomoto
Compartilhar
  •  icon
  •  icon
  • bookmark icon

O Honda Forza 300 parece ter mergulhado na Fonte da Juventude. Quem olha o novo modelo nem vai lembrar da versão anterior. No lugar das formas arredondadas e conservadoras, ganhou linhas arrojadas com piscas em LED integrados aos retrovisores. Controle de tração, para brisa elétrico, roda maior e chave smart key completam as novidades do modelo lançado recentemente na Europa.

Para os usuários de scooter o parabrisa é um item fundamental na proteção. Por conta disso a Honda equipou o Forza 300 com um parabrisa mais alto (14 cm) que agora traz ajuste elétrico, que é feito em um botão no punho esquerdo. A chave, do tipo Smart Key, é outro equipamento que garante comodidade, pois basta mantê-la próxima ao scooter para ter acesso a diversas funções. Um top case (vendido separadamente) também é controlado pela chave. Quando o piloto se afasta o compartimento é trancado automaticamente. Debaixo do banco cabem dois capacetes. O porta luvas oferece trava e tomada 12V.

Menor e mais leve

Mais curto e estreito, abandonou as linhas arredondadas da versão anterior e adotou um design mais afilado. O banco ficou mais alto, passando de 716 para 780 mm. O guidão ficou mais estreito e até o ângulo de cáster foi reduzido, mudanças que sugerem mais agilidade no trânsito urbano.

O novo desenho do quadro, em tubos de aço, reduziu em 12 kg o peso do Forza 300. Na traseira, a roda passou de 13 para 14 polegadas com pneu 140/70 e os dois amortecedores oferecem sete regulagens na pré-carga da mola. Na dianteira, a roda de 15 polegadas é calçada com pneu 120/70. O sistema de freio usa disco de 256 mm na dianteira e 240 mm na traseira e vem com ABS de série.

Motor e eletrônica

O motor é o mesmo da versão anterior – monocilíndrico de 279 cm³, quatro válvulas, injeção eletrônica e arrefecimento líquido – e recebeu alterações no fluxo de gases, velas de ignição e comando de válvulas. Com isso passou a atingir a potência máxima, 25 cavalos, em 7.000 rpm, ante os 8.250 rpm na versão anterior. O torque também se manteve o mesmo (2,7 kgf.m) que agora chega nas 5.750 rotações. Segundo o fabricante, o novo modelo tem velocidade máxima de 129 km/h e também “melhor aceleração”.

Outro ganho, segundo a Honda, aconteceu no consumo que agora é de 31 km/litro. Com seu tanque de 11,5 litros a autonomia projetada é de 350 quilômetros.

Uma grande novidade é o controle de tração. O sistema compara as velocidades das rodas e, caso o sensor perceba que há escorregamento da roda traseira, controla a entrega de torque. Para isso o sistema de injeção dosa menor quantidade de combustível até que o giro das rodas se iguale. O sistema pode ser desligado apertando um botão no punho esquerdo.

LED em tudo

O painel foi redesenhado, com dois grandes mostradores analógicos para velocidade e conta giros e uma tela digital ao centro. O computador de bordo informa consumo instantâneo e médio, autonomia restante, cronômetro, temperatura e condições da bateria.

O novo Honda Forza 300 terá quatro opções de cores: Azul Metalizado, Preto Pérola, Cinza Metalizado e Branco Pérola. O novo preço não foi informado, mas deverá ficar acima dos 5.345 Euros (cerca de R$ 21.000) da versão anterior.

Não há informação se a Honda pretende trazer o Forza 300 para o Brasil. Entretanto, desde o lançamento do SH 300 por aqui, muitos consumidores brasileiros têm demonstrado interesse no Forza 300. Na Europa, o novo Honda Forza 300 vai disputar mercado com o renovado Yamaha X-Max 300, que tem a mesma proposta cidade/estrada e ganhou controle de tração.

Comentários
http://www.canadianpharmlist.com/

https://www.canadianpharmlist.com/

www.service01.com.ua/remont-stiralnyh-mashin-siemens/